Uma Igreja Adventista no estado do Pará foi alvo de vandalismo na última semana. Na segunda-feira (19) os criminosos entraram na congregação e picharam as paredes com palavrões, símbolos do nazismo e ameaças.

O templo que fica em Alvorada da Amazônia, distrito de Novo Progresso, foi invadido por volta das 4h da manhã, segundo dados da Polícia Civil. A Delegacia de Novo Progresso não divulgou mais detalhes, mas informou que providências serão tomadas para identificar a autoria dos crimes.

As fotos que circularam a partir do Facebook da igreja, mostram o desenho de símbolos nazistas, além de frases com ameaças e palavrões. Alguns escritos diziam: “Jesus está morto”, “Deus não existe”.

Considerado um caso de intolerância religiosa, os criminosos, através de um recado no prédio, prometeram voltar: “Pinta que eu volto. Vamos ver quem tem mais tinta”.

Um membro da igreja Igreja Adventista se manifestou a respeito do caso ao Jornal Folha do Progresso. “A gente acolheu com sentimento de tristeza, porque Alvorada é uma comunidade pequena e já ter essas manifestações é triste”, disse Ednilson.

Ele ainda acrescentou que “a liberdade é um ponto central no pensamento cristão” para com outras religiões, no entanto, isso precisa ser recíproco. “Eu respeito o outro, mas também merecemos ser respeitados. Não somos contrários a quem pensa diferente, respeitamos diferenças, mas sem afrontar nossos princípios. Precisamos respeitar o diferente e ser respeitados”, finalizou Ednilson.

 

Fonte: Com informações do Jornal Folha do Progresso