Segundo uma pesquisa realizada pela Envisionar, 92% dos pastores brasileiros sofrem de estresse devido à pandemia. A instituição de capacitação de líderes concluiu ainda que o transtorno está diretamente ligado ao exercício do ministério.

Os dados reacendem a discussão sobre a saúde emocional de cristãos que se dedicam inteiramente às congregações e aos membros. A Síndrome de Burnout, por exemplo, está na lista dos distúrbios resultantes do esgotamento mental e físico dos líderes.

Pesquisadores do Francis Schaeffer Institute of Church Leadership Development, dos Estados Unidos, revelaram que 75% dos pastores disseram estar “extremamente estressados”. 90% dos ministros relataram ainda que trabalham entre 55 e 75 horas por semana.

Devido à crise de saúde pública causada pela Covid-19, 49% dos pastores se veem estressados ou muito estressados por causa da pandemia. O estudo da Envisionar ouviu pastores de todas as regiões do país. Para 63,7% dos respondentes, a causa do estresse está no ministério ou trabalho.