A liberação foi dada pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças, o CDC (sigla em inglês) dos Estados Unidos, para pessoas que foram imunizadas contra a Covid-19. Agora, reuniões privadas em grupos pequenos podem acontecer sem a necessidade de distanciamento e uso de máscaras.

As diretrizes para os espaços públicos, no entanto, continuam as mesmas orientadas pela Organização Mundial da Saúde. O CDC enfatiza a necessidade dos imunizados manterem as precauções já que, ainda que vacinados, podem ser infectados e transmitirem o vírus — principalmente para o grupo de risco.

Ao todo, mais de 100 milhões de estadunidenses já receberam pelo menos uma injeção contra a Covid-19. Aqueles que estão completamente imunizados há mais de 15 dias também não precisam realizar teste ou fazer quarentena se forem expostos ao coronavírus de acordo com o principal órgão de saúde do país.

É importante ressaltar, porém, que as vacinas fabricadas até o momento não garantem a eficácia total contra as variantes do Sars-Cov-2. “Todos devem evitar encontros maiores do que pequenos grupos de indivíduos, independentemente de seu estado de vacinação”, afirmou o CDC em comunicado oficial. Assim, hábitos como os de antes da pandemia ainda não são recomendáveis.