No fim do mês de março, a Visão Mundial, uma organização cristã de assistência social, retomou um projeto que ajudou vários pastores necessitados no Brasil um ano atrás.

O “Pastores pela Vida” tem o objetivo de apoiar os líderes que foram afetados com a pandemia, principalmente aqueles em regiões socialmente mais vulneráveis do país. Com a interrupção das atividades eclesiásticas, muitos que estavam profissionalmente ligados à igreja hoje vivem em dificuldades financeiras.

Na ação de reestreia, a Visão Mundial arrecadou fundos para socorrer essas famílias, desta vez no Amazonas. Para o projeto, os pastores nesta região são os que mais precisam de apoio no momento por terem enfrentado um colapso no sistema de saúde do repercutiu no Brasil inteiro.

Cerca de 60 a 70 líderes serão abençoados neste mês de abril com doações que incluem também o auxílio financeiro. Ed René Kivitz foi o voluntário no Conselho da Visão Mundial e liderou o processo de arrecadação de doações em 2020.

Para ele, aqueles que se dedicaram ao serviço, agora precisam ser servidos. “Os pastores que sempre se dedicaram a cuidar, hoje precisam também receber cuidados”, afirma o líder. O objetivo é reunir um número maior de doações para chegar a um número ainda maior de pessoas nas próximas semanas.

“A mais bela face da igreja evangélica no Brasil se manifesta em centenas e milhares de pequenas igrejas e pastores e pastoras anônimos que são sinais do reino de Deus em todo o território nacional. Nos contextos de maior pobreza e necessidades mais urgentes estão muitas igrejas e pastores profundamente afetados pela pandemia”, disse Kivitz.

A Visão Mundial possui uma gama de projetos em várias áreas sociais de alcance em todo a nação. São 372 igrejas e 154 organizações cristãs integradas que oferecem apoio a mais de 130 mil crianças e suas famílias. No total, mais de 500 mil pessoas já foram beneficiadas com a iniciativa.

Em março de 2020, Marcelo Miranda foi um dos contemplados em Fortaleza (CE). Ele estava, até então, à frente da Comunidade Cristã Seara e contou que precisou fechar o templo. A maior preocupação do líder era não prejudicar a vida da igreja, por isso fechou as portas por precaução, mas continuou com os atendimentos individualmente.

Em um relato ele declarou: “No início eu fiquei muito mal, porque a gente tinha toda uma programação anual para que a igreja estivesse sendo edificada e aí a gente teve que parar tudo. Para mim, como pastor, isso foi algo terrível”. A ajuda do “Pastores pela Vida” foi de extrema importância para ele que meditava no texto bíblico que diz “o bom pastor dá a vida pelas suas ovelhas”.

Qualquer pessoa pode doar e contribuir para o projeto cuidar de mais líderes. De forma online ou por transferência bancária, as doações podem ser feitas pelo site oficial da instituição.