Chase Poust é o nome do garoto de 7 anos que salvou seu pai e irmã após um incidente de barco na Flórida (EUA). Chase nadou durante um hora, cerca de dois quilômetros, para pedir o resgate à família.

Na noite de sexta-feira (28), o pai, Steven Poust, deixou seu barco ancorado no rio Saint Johns, em Jacksonville, enquanto pescava e os filhos brincavam. Foi então que durante uma correnteza, Abigail, de 4 anos, foi levada por ela.

Logo Chase pulou para salvar a irmã que nadava atrás do barco, mas ele foi carregado pela correnteza. Steven também mergulhou, porém a força das águas o levou junto. O relato da família foi veiculado pela emissora americana WJXT.

 “Eu disse a eles que os amava porque não tinha certeza do que iria acontecer”, confessou o pai das crianças. “Tentei manter os dois. Eu estava exausto. Ela se afastou de mim dentro do rio”, continuou.

Steven disse ao garoto para nadar até a margem do rio para pedir ajuda enquanto tentava alcançar Abigail. A menina usava colete salva-vidas e conseguia boiar.

Mesmo sem equipamento, Chase continuou em direção à costa. O cansaço não parou o menino que também nadou e flutuou de costas por mais de uma hora para não se desgastar. Chegando em terra, ele pediu socorro aos moradores da casa mais próxima que encontrou na região.

A família da criança foi resgatada por funcionários de um órgão do governo que regula pescaria no estado, o Florida Fish and Wildlife (Peixes e vida selvagem da Flórida, em português).

De acordo com o Departamento de Bombeiros e Resgate de Jacksonville (JFRD, na sigla em inglês), o homem e a menina foram encontrados à deriva a 3 quilômetros de distância de onde o barco estava.

Em seguida, Steven Poust e Abigail receberam os primeiros cuidados do JFRD e prestaram depoimento aos policiais locais. Em entrevista coletiva, o porta-voz dos bombeiros, Eric Prosswimmer, declarou que a cooperação entre as agências de segurança foram essenciais.

“Se não fosse pela ajuda de seus colegas, o resultado poderia ter sido diferente”, disse Prosswimmer. “Tínhamos todos os recursos possíveis para vir rapidamente e estamos felizes em dizer que todos os três foram recuperados e estão bem”, completou ele. “Não podíamos ter um resultado melhor.”

“Estamos aqui. Pela graça de Deus, estamos aqui”, testemunhou Steven Poust.