A Santa Casa de Sorocaba, em São Paulo, foi palco de uma atitude de fé neste último sábado (20). Médicos e enfermeiros se reuniram para orar em favor dos pacientes internados com a Covid-19.

A imagem dos profissionais da saúde com as mãos dadas foi altamente compartilhada nas redes sociais. João Dória, governador do estado, descreveu a foto como “emocionante” em sua postagem no Instagram. “Que Deus proteja nossos heróis na linha de frente dessa batalha”, escreveu Dória em apelo.

A reunião de oração reflete o momento em que os hospitais do país inteiro estão vivendo. A superlotação das Unidades de Tratamento Intensivo com infectados por coronavírus fizeram os médicos e enfermeiros buscarem refúgio na fé.

A Santa Casa de Sorocaba, por exemplo, possuía 100% dos leitos de UTI ocupados até então. O boletim divulgado pela prefeitura ainda apontava uma taxa de 90,47%% da enfermaria do hospital em uso e mais 206 casos de Covid-19  confirmados na cidade. O que tem causado exaustão nos funcionários.

Flávio Jorge Miguel Junior, um dos diretores da Santa Casa, relatou a importância da ação. “Fiquei emocionado de ver a fé destes profissionais de saúde. Estão esgotados”, disse o diretor que também é padre.

 

O desgaste médico

 

A discussão sobre a saúde mental e física de médicos e enfermeiros é uma realidade desde o início da pandemia. Durante o pico de internação na Europa, a fotografia de um profissional na Itália, onde morreram 105.328 pessoas até hoje, viralizou no mundo.

Paolo Miranda retratou os colegas de trabalho com a intenção de mostrar o cansaço da classe médica. Em março de 2020, a cidade de Lombardia era o epicentro do surto de coronavírus no país. Na época, o enfermeiro e seus colegas tinham uma carga de trabalho de 12 horas.

Em entrevista à BBC, um ano atrás, Paolo disse que em algumas situações os profissionais acabavam desmoronando. “Sentimos desespero e choramos porque nos sentimos impotentes quando nossos pacientes não estão melhorando”, declarou.

No clique feito por ele, os profissionais prestam solidariedade no momento de tensão no combate à Covid-19.