Sem máscara e lotada de cristãos, a igreja Hillsong na Austrália fez seu primeiro culto presencial desde o início da pandemia da Covid-19. A congregação, que fica em Sidney, se reuniu na última sexta-feira (2), quando o mundo se lembrava da morte de Jesus na cruz.

Liderada por Brian Houston, a Hillsong contou com a presença de milhares de pessoas no templo adorando e celebrando a data. O domingo de Páscoa, no dia 4 de abril, também pode ser comemorado sem restrições. Nas fotos de divulgação, é possível ver pessoas sem máscara de proteção e aglomeradas normalmente, como no início do ano passado.

“Nossos cultos matinais de Ressurreição no domingo foram preenchidos com a vida de Ressurreição. Obrigado JESUS!”, escreveu o pastor em sua página no Instagram.

A reunião também contou com a participação do ministério de louvor Hillsong United. O encontro foi compartilhado nas redes sociais da denominação e tem gerado ainda mais expectativas aos demais fiéis do mundo inteiro para que todos possam se reunir sem receios.

A forma com que a Austrália lidou com a pandemia contribuiu para que esse momento chegasse. Foram apenas 29,3 mil infecções e 909 mortes pela doença. O país tem uma população total pouco acima de 25 milhões de pessoas.

A Austrália não apresenta nenhuma morte por Covid-19 desde dezembro de 2020. Sobre casos de infecção, só houve um registro nos últimos dias, em Queensland. Com 86% dos habitantes que se identificam como cristãos, de acordo com um censo de 2016, a nação possui o cristianismo como religião predominante.