Uma pedra com escritos em referência a Jesus datado de 1.500 anos d.C foi descoberta por arqueólogos

O assentamento de Taibe, no norte de Israel, revelou o que os arqueólogos acreditam ser a primeira igreja da era bizantina. As escavações encontraram uma pedra com escritos em grego de 1.500 anos com as palavras “Cristo, filho de Maria” que reforçam a descoberta.

A Autoridade de Antiguidades de Israel (IAA) anunciou recentemente que a equipe de pesquisadores havia sido enviada ao Vale de Jezreel, região marcada pela presença árabe. As escavações indicaram ainda que os templos cristãos exisiram ali antes da implantação do Islã, até o sécuo 5, e que permaneceram em atividade no início do período muçulmano.

Um dos arqueólogos responsáveis, Walid Atrash, disse que “a importância da inscrição é que até agora não sabíamos com certeza se havia igrejas deste período nesta área”, em entrevista ao jornal The Times of Israel.

Para Atrash, o achado com referência a Jesus “não é surpreendente” porque outras possíveis ruínas de igrejas cristãs foram encontradas em Taibe. A inscrição só confirmou a presença do cristianismo da era bizantina. 

Segundo informações da Autoridade de Antiguidades, a pedra continha sete linhas de escritos e faz menção a Teodósio, que teria sido arcebispo da região na época. Ele teria construído a igreja que permaneceu ali até que o islamismo tomar conta, no século 6, por volta de 636 d.C.

A pedra pertencia a uma das paredes da estrutura e, provavelmente, ficava na entrada do edifício como uma espécie de saudação a quem chegasse na comunidade. As pesquisas que continuarão a partir de agora vão definir se o templo foi construído por judeus ou cristãos.

 

Fonte: Com informações da CNN