Estamos vivendo um momento muito particular e difícil. Grande parte das crianças estão em ensino remoto e pais sem saber como lidar com essa situação. Além do ensino remoto, as crianças estão limitadas em relação ao brincar livre e a socialização. Muitas crianças estão com atrasos em seu desenvolvimento, devido a esse momento de privação de diversos estímulos importantes.

O momento é de respirar fundo e usar estratégias em casa para que possamos estimular esse desenvolvimento da melhor forma possível e para ajudar as crianças no ensino remoto.

A primeira dica que quero dar aos pais e responsáveis é que usem as tarefas do dia a dia como aliada. Coloque a criança para participar das tarefas de casa e dê a ela tarefas simples que possa realizar sozinha. Além de ser um momento de criar maior vínculo com a família e memórias incríveis, vai estimular autonomia, independência e muitas habilidades importantes. Cozinhar juntos, ajudar a arrumar o quarto, guardar brinquedos, limpar objetos, colocar roupa suja no cesto, aguar plantas com borrifador e muitas outras. Lembrando que as atividades solicitadas devem ser compatíveis com a idade da criança.

Outra dica de ouro é incentivar o brincar em família e a criança sozinha. Sei que reduzir telas não é uma tarefa fácil, mas é de extrema importância para o desenvolvimento delas nesse momento.

Procure brincadeiras divertidas, animadas, que fazem aquela bagunça gostosa e suja um pouco. As crianças precisam de experiências através do brincar, principalmente sensorial.

Se ela não pode ir ao parquinho, tenha criatividade para que ela experimente em casa, o que experimentaria fora. Pisar em tapetes com texturas diversas, contato com grama e plantas se possível, brincar com tinta e massinha, balançar na rede.

Use a criatividade e doe um pouco do seu tempo para essa tarefa essencial. Sente para explorar um brinquedo, crie algo juntos e aproveite para conversar sobre diversos assuntos.

As aulas remotas têm deixado as famílias com muitos receios e desafios enormes. Manter uma criança sentada por horas assistindo uma aula no computador não é tarefa fácil para os pais/responsáveis, crianças e professores.

Vou deixar algumas dicas importantes para esse momento.

Dica 1

Evite expor a criança a telas antes das aulas, pois a sobrecarga pode prejudicar a concentração e o rendimento nas aulas.

Dica 2

Prepare o local para a aula sendo livre de estímulos que possam distrair.

Dicas 3

Prepare a criança antes e mostre no relógio o horário de início, intervalo e término para que ela se organize (se necessário, use pistas visuais).

Dica 4

A postura adequada é importante e a criança precisa estar com a mesa na altura dos cotovelos, coluna ereta e encostada, pés completamente apoiados no chão ou em algo para adequar.

Para finalizar quero deixar dicas de atividades para realizar antes e/ou durante a aula que auxiliam na concentração e escrita:

Dica 5

Brincar de carrinho de mão.

Dica 6

Exercício na cadeira (sentado ponha as mãos ao lado do corpo e empurre para cima retirando o quadril do assento).

Dica 7

Trabalhos pesados (pilha de livros, limpar um móvel, arrastar móveis, empilhar cadeiras sem fazer barulho.

Dica 8

Mastigar comidas crocantes, sugar e assoprar no canudo.

Dica 9

Usar um brinquedo tátil nas mãos durante a aula (bexiga cheia de farinha de trigo, bolinha macia).

Por fim, quero dizer que precisamos nos ajustar ao momento e tentar minimizar os impactos desse isolamento para as crianças. Respire e saiba também relaxar quando não conseguir suprir todas as demandas, pois não vamos ser perfeitos.

O momento é de fé, resiliência, paciência e acreditar que logo tudo passa.