Deus sempre tem um propósito em tudo que Ele faz, e não é diferente com essa pandemia e outras calamidades que têm se abatido sobre a raça humana. Um dos propósitos, sem dúvida, é trazer a humanidade ao arrependimento, refletindo sobre a sua fragilidade e a grandeza de Deus.

Infelizmente, por conta da dureza do coração humano muitos, mesmo debaixo de muitas dores e sofrimento, em vez de se voltar para Deus e se arrepender dos seus pecados, endurecem seus corações, viram as costas para Deus e caminham para o maior e pior  sofrimento de todos, que é o sofrimento eterno. Esse texto tem por objetivo nos mostrar a necessidade de entendermos com clareza que Deus nos chama ao arrependimento através da dor e do sofrimento. 

Queridos, o senhor Jesus, em um de seus sermões escatológicos que foram registrados no livro de Mateus, capítulo 24 em diante, Marcos 13 e Lucas 21, anunciou uma série de sinais que marcariam o Seu retorno como guerras, fome, epidemias, terremotos, falsos profetas, perseguições, dentre outros. É bom lembrar que estes sinais não foram dados pelo Senhor Jesus para que nós colocássemos em nosso calendário a data da Sua vinda, mas apenas para que tivéssemos certeza de que ela aconteceria. Porque se Ele acertou em todas estas previsões, com certeza a promessa de que Ele um dia voltará em glória é verdadeira e merece a nossa confiança. 

O livro de Apocalipse fala do mesmo período, descrito pelo senhor Jesus neste sermão escatológico que é o período que vai entre a sua primeira vinda e a sua segunda vinda, e estes sinais que marcariam a sua chegada também são reapresentados no livro de Apocalipse, só que de maneira figurada e simbólica. O apóstolo João, autor do livro, nas visões que teve, fala do cordeiro quebrando selos, dos anjos tocando trombetas e derramando a taça da ira de Deus sobre a humanidade. Estes símbolos introduzem os sinais, os mesmos sinais que o senhor Jesus Cristo falou que haveriam de marcar esse período e que são: guerras, epidemias, sofrimento, terremoto e cataclismas. 

Os propósitos de Deus com esses sofrimentos que são derramados sobre a Terra são variados, mas nós podemos aqui mencionar pelo menos três deles. Em primeiro lugar, Deus castiga a humanidade, Deus castiga os ímpios por causa dos seus pecados, por causa da idolatria, da imoralidade e uma série de outras atitudes condenadas por Deus. Ele então, na sua justa ira, na sua santidade, não pode deixar o pecado passar em branco. Então, ele derrama sobre a humanidade o furor da Sua justiça, da Sua santa ira.  

Outro objetivo de Deus é purificar a sua igreja, limpar a igreja das impurezas, da imundícia, purificar os crentes, desapegar o coração deles deste mundo, fazê-los ansiar pela eternidade, ensiná-los a depender de Deus, a ter paciência e humildade. O alvo de Deus também, sem dúvida, é trazer todos ao arrependimento. Ele deseja atrair o homem de volta a Si, trazer os seres humanos quebrantados diante de Si, humilhados diante da Sua glória e da Sua majestade para que ali, recebam perdão e a vida eterna.

Mas de que maneira os sofrimentos e as dores, como os dessa pandemia, irão conduzir as pessoas ao arrependimento? Primeiro, as pessoas deveriam ver o quão impotentes são em relação ao seu próprio destino, onde elas não têm controle nenhum. Elas devem perceber que a ciência não pode prevenir isso, que a medicina não pode prevenir isso, que a economia não dá conta de  resolver isso e, portanto, os homens deveriam se humilhar diante de Deus e reconhecer que Ele governa e que Ele, de fato, tem o controle de todas as coisas e não a raça humana.

O grande perigo que nós corremos é não entender que esse é o objetivo de Deus: nos trazer ao arrependimento e, se não entendermos isso, endurecer o coração. É exatamente isso que o livro de Apocalipse fala com tanta clareza. Selecionei algumas passagens que quero trazer para vocês. No capítulo 9 de Apocalipse, do verso 20 em diante, o apóstolo João descreve esses sofrimentos terríveis que foram derramados sobre a humanidade, das pragas que mataram milhares de pessoas debaixo de grande sofrimento e das calamidades que antecederiam a vinda do senhor Jesus. 

Um dos momentos em que Deus derramou sua ira sobre a humanidade foi  quando as pessoas viraram as costas para Ele, fizeram deuses para si, adoraram ídolos feitos de material perecível, que obviamente não vêem, não ouvem e não andam e que não podem tocar o homem. O homem abandonou a Deus pelos seus ídolos e atrás dos ídolos, estão os demônios que promovem a idolatria. Os sofrimentos permitidos por Deus têm como objetivo levar o homem a se arrepender por ter criado deuses falsos para si, da idolatria e de ter voltado as costas para Ele.

Os sofrimentos como a pandemia do Coronavirus, por exemplo, tem como objetivo levar o homem a se quebrantar diante de Deus, a examinar sua vida, a perceber a glória de Deus e Sua santidade, e a nossa própria pecaminosidade. Entretanto, o livro de Apocalipse já antevê que muitos não vão se arrepender dos seus pecados e das obras de suas mãos. 

Ainda no mesmo livro, no capítulo 16, nos versos 10 e 11, João nos diz que os homens remordiam a língua por causa da dor que sentiam. Imagine a intensidade do sofrimento. Mas, ao invés de se arrependerem das suas obras, eles blasfemaram contra o Deus do céu, morderam a língua de dor, mas não se curvaram diante de Deus, preferiram sentir a dor mais intensa do que sair do seu orgulho e da sua arrogância e se humilhar diante de Deus a quem eles ofenderam.

Quão duro é o nosso coração, quão duro é o coração do homem, quão profundamente o pecado de Adão e Eva nos atingiu, quão profundamente corrompida é a nossa natureza, quão prejudicado está o nosso arbítrio, a nossa consciência o nosso senso de arrependimento e de retorno ao nosso Deus. 

Querido, milhares irão morrer por conta dessa pandemia, outros milhares vão morrer por conta de outros sofrimentos e calamidades que Deus vai trazer sobre o mundo antes da vinda de Jesus Cristo. Portanto, examine o seu coração, para que você não seja como estes que não vão se arrepender, por mais intensa e pesada que seja a mão de Deus sobre eles. Examine o seu coração, arrependa-se das suas obras enquanto você pode. Se você tem vivido uma vida de pecado, arrependa-se disso agora, largue estas coisas, se arrependa das obras de suas mãos e volte-se para Deus humildemente, pedindo que Ele perdoe os seus pecados, pedindo que Ele te aceite, que Ele te justifique em Cristo Jesus. Creia no Senhor Jesus, que morreu na cruz do calvário para que pudéssemos ter perdão.

E você que é crente em Jesus Cristo, que já professa a fé em Jesus, cuidado para que não haja um coração perverso, cheio de incredulidade, que te afaste do Deus vivo. Volte-se para Deus em arrependimento, examine seu coração todo dia, confie na obra completa de Cristo e Nele tenha a paz que o nosso coração tanto precisa nesses dias terríveis.

Espero que esse texto tenha sido útil para que você enfrente esses dias difíceis pelos quais nós estamos passando. Que Deus abençoe sua vida!