Diante de tempos tão complexos, aumento de incertezas, velocidade das mudanças e da necessidade de um aprofundamento nas reflexões, é preciso parar um pouco para buscar novos caminhos, ou até mesmo entender mais sobre as oportunidades que estão diante de nós. Sei que pensar em carreira feminina, principalmente em tempos de pandemia, torna o desafio ainda mais complicado. 

Recentemente uma pesquisa realizada pelo instituto de pesquisa de mercado Ipsos, demonstrou que as mulheres têm sido as mais afetadas em vários aspectos nessa pandemia. 73% dessas mulheres afirmaram ter medo do futuro, 59% disseram estar com ansiedade, depressão e esgotamento. Em setembro do ano passado, 865 mil mulheres deixaram o mercado de trabalho, quase quatro vezes mais do que o número de homens, segundo a pesquisa do National Bureau of Economic Research.

Não tem sido nada fácil lidar com essa realidade, não é mesmo? Sou empreendedora, CEO de uma startup em fase de tracionamento do negócio, novos investidores chegando, necessidade de crescimento exponencial, trabalho home office, casada e mãe de dois adolescentes. Além da dupla jornada e da sensação de estar trabalhando muito mais, minha casa que antes era meu lugar seguro, de renovo físico e emocional, passou a abrigar a minha empresa, a empresa em que meu esposo trabalha e as duas escolas dos meus filhos. Uma verdadeira invasão em nossa casa, sem pedir permissão, ocupando nossos espaços e nos fazendo perder nosso refúgio.  A ansiedade e as preocupações sobre como seria nosso futuro, durante vários meses ganharam espaços cada vez maiores em nossas vidas. 

Mas uma coisa que me encanta no ser humano é a capacidade de se reinventar, a resiliência e a coragem para construir novos futuros, principalmente quando estamos ao lado de pessoas que amamos. Foi assim, que conduzimos os últimos meses de 2020 aqui em nossa casa. Como família, decidimos como iríamos construir esse futuro e posso dizer que iniciamos esse ano de uma forma muito mais tranquila e fluida. Juntos descobrimos novos caminhos e mesmo em meio ao caos, estamos construindo um espaço de acolhida com bases ainda mais sólidas. 

Tenho a crença de que mesmo nos piores contextos sempre temos o que aprender, há aspectos positivos que podemos usar a nosso favor. Então, penso que se explorarmos essas novas vivências, fortaleceremos a nossa carreira. Nós mulheres somos muito potentes e não tenho dúvidas de que sairemos ainda mais fortes de tudo isso. 

Todas as sequências das novas experiências pessoais que estamos vivendo em relação ao trabalho, fazem parte da construção de carreiras mais inteligentes. Apesar da dificuldade do nosso tempo, todas as coisas de alguma forma cooperam para nos experimentarmos, identificarmos nossas forças, pontos de atenção e até mesmo descobrirmos novas oportunidades. 

Para as reflexões finais sobre essa nossa primeira conversa, busque responder às seguintes perguntas sobre sua carreira: como suas experiências, todas elas, inclusive as que está vivendo nesse momento, seus pontos fortes, seus conhecimentos e suas paixões podem ser combinados para a criação de um futuro desejado? Qual a sua capacidade de expressar otimismo diante de um contexto adverso?  Como anda sua velocidade e adaptação às mudanças? Carreira é uma construção individual e requer um esforço pessoal significativo. 

Você não está sozinha nessa caminhada. Quando nós mulheres nos juntamos, coisas incríveis acontecem. Deixo aqui um convite, vamos fazer desse lugar um espaço de apoio? Compartilhe conosco sobre como está lidando com sua carreira nesse momento. Até o nosso próximo encontro!