Nós, amantes dos animais, costumamos dizer que não escolhemos os animais que resgatamos e ajudamos, eles é que nos dão a honra de sermos escolhidos, ou seja, Deus é que nos dá a oportunidade de cuidar e ajudar uma das Suas criaturas.

Desde muito pequena, sempre me preocupei com eles, principalmente os filhotes que não sabem se defender e se tornam alvo fácil de algum malfeitor. 

Esta introdução foi mais para contar que estou com três moradores que resgatamos, eu e meu marido que também ama os animais, de cima do nosso telhado. Já dá para imaginar qual é o animal não é mesmo?

Pois é, são três lindos gatinhos, Ametista, Onix e Tigresa, que infelizmente perderam a mãe e estavam abandonados. Como há anos não tinha um gatinho de estimação, comecei a amolecer a ração com leite morno. Notei que as fezes começaram a ter rajadas de sangue e ficaram muito moles e que os gatinhos também ficaram sem disposição para brincar e muito prostrados.  

 

O leite industrial faz com que o gatinho desenvolva

intolerância à lactose

 

Imediatamente liguei para a veterinária e passei o quadro. A primeira pergunta foi: “você está dando leite para eles?” Nossa… eu estava sim, dando leite diariamente, pensando em agradá-los e alimentá-los melhor. Ela mandou cortar imediatamente e me orientou a dar somente ração para filhotes umedecida em água morna. A outra opção era a de comprar uma fórmula apropriada para felinos que substituía o leite materno. 

Como os bebês humanos, os bebês gatos só devem tomar leite materno. Há uma enorme diferença entre os dois leites. O industrial faz com que o gatinho desenvolva intolerância à lactose, uma vez que as enzimas para digestão dessa substância passam a ser produzidas em quantidades menores. Por isso, o leite pode fazer mais mal do que bem. O gatinho poderá ter muita diarreia, que foi o que aconteceu com os meus três, vômito e dor no estômago, o que ocasiona a perda de apetite e, consequentemente, a desnutrição.

Como eles começam a miar querendo algo diferente para se alimentar, é natural que nós donos, querendo agradá-los, oferecemos vários alimentos. Mas, como o leite, existem outros alimentos que fazem tão ou até mais mal para nossos queridos bichanos e que devemos prestar muita atenção, porque alguns são tão sérios que podem levá-los à morte. 

São eles: ração para cachorro, chocolates, que inclusive pode ser fatal, doces em geral, uvas e uvas passas, que caso consumidos, podem levar imediatamente à falência do sistema renal, frutas cítricas como a laranja, limão, mexerica etc., café e chás, alho e cebola, abacate, batata, massas cruas sejam elas quais forem e, por fim e não menos grave, alimentos ricos em gorduras.

Viram como o melhor é a ração? Ela deve ser dada respeitando a idade do seu gatinho. Filhote, adulto e sênior. 

Concluindo, para que os nossos amigos bichos tenham uma vida saudável, sem dor e doenças desagradáveis, a alimentação é o principal fator. Vamos evitar os alimentos que fazem mal a eles e que podem até matá-los. Podem estar certos de que alimentando-os de maneira correta, eles ficarão bem mais felizes do que dando alguma guloseima para satisfazê-los só por um momento. 

Lembre-se, não valerá a pena agradá-los por um minuto e fazê-los sofrer por longos dias.

Até a Próxima.