A internet, mais do que nunca, virou fonte de informações para crianças, jovens e adultos. Aulas e cursos online, programações da TV tradicional podendo ser acessadas pela internet, filmes à disposição, noticiários mundiais a um clique. Cada dia mais as pessoas têm migrado para o mundo digital e se informado de tudo por ali.

Mas e a igreja? Como tem exercido o papel de mediadora de pautas contemporâneas? Hoje crianças chegam na escola dominical perguntando sobre drogas e cada vez mais os gabinetes têm recebido casamentos com problemas por causa da pornografia. Não é mais possível fugir da discussão de temas como este. Esse novo formato de acesso a diversas informações só será útil se o cristão for capacitado a separar o que é bom do que é mal. E a igreja é uma ferramenta fundamental para isso.

É fundamental, como primeiro passo para quem quer se informar, acessar fontes confiáveis de informação. No entanto, diante de tantos canais e da falta de conhecimento de alguns com a internet, as pessoas ficam à mercê das fake news e dos boatos. O pastor Bruno Mendes conversou conosco sobre o tema. Veja as considerações dele:

REVISTA CRISTÃ – Por que é importante trazer pautas contemporâneas para o culto?
BRUNO MENDES – Quando o povo de Deus estava no exílio, orava assim: “como poderemos viver?”. Ezequiel 33.10. Ainda hoje as ovelhas buscam nas igrejas uma direção sobre como conduzir sua vida no mundo de forma a agradar a Deus.

Durante muito tempo a igreja se fechou dentro das quatro paredes e evitou o confronto com temas seculares. Mas fez isso na ilusão de que poderia blindar seu rebanho e impedir a contaminação com o mundo. Mas essa nunca foi a vontade de Deus. O Senhor Jesus orou por nós dizendo: “Não rogo que os tires do mundo, mas que os protejas do Maligno”, (João 17:15). O plano de Deus sempre foi que Seus filhos fossem sal e luz no mundo!

Portanto, o púlpito deve ser o principal meio de ensino bíblico, sempre aplicado ao contexto em que vivemos e aos desafios modernos, para que assim os crentes sejam “puros e irrepreensíveis, filhos de Deus inculpáveis no meio de uma geração corrompida e depravada, na qual vocês brilham como estrelas no universo, retendo firmemente a palavra da vida”, (Filipenses 2:15 e 16).

O púlpito que sabe abordar temas atuais com aplicação bíblica genuína capacita a igreja a separar o certo do errado e ser agente de transformação na sociedade.

Diante de tantos canais e da falta de conhecimento de alguns com a internet, as pessoas ficam à mercê das fake news e dos boatos.

jovem no computador com vários papeis saindo pela tela do pc - temas atuais nos cultos

RC – De que forma os pastores podem se capacitar para falar desses temas?
BRUNO – Karl Barth dizia que o cristão deve andar com a Bíblia numa mão e o jornal na outra. O pastor deve se empenhar incansavelmente no estudo bíblico. Mas deve também, por meio de muita reflexão, oração e com a ajuda do Espírito Santo, compreender como cada texto se aplica ao cotidiano, à realidade vivida por sua comunidade local.

De forma prática, o pastor deve conhecer as séries que seus jovens assistem, ler os livros que estão nas listas de mais vendidos e, acima de tudo, conhecer os pensadores que moldam a cultura que nos cerca. E então dobrar os joelhos e abrir sua Bíblia em busca de respostas e direcionamento para si, sua família e suas ovelhas. Só assim ele terá condições de expor as Escrituras de modo efetivo e transformador.

RC – Que prejuízos os cristãos sofrem por não receberem da igreja esclarecimentos sobre temas polêmicos ou que inibam os princípios cristãos?
BRUNO – Um púlpito que não aborda temas contemporâneos nega ao rebanho a capacitação necessária para viver os desafios da vida moderna. E pior: inevitavelmente as ovelhas procurarão em fontes seculares direção para sua caminhada. Não é à toa que hoje vemos tantos crentes com uma cosmovisão radicalmente secular, ou seja, se dizem cristãos, mas tem a forma de pensar totalmente dominada por valores mundanos.

RC – E como cristãos podem buscar fontes confiáveis, já que a Bíblia não fala destes assuntos?
BRUNO – Na realidade, a Bíblia não fala diretamente sobre os assuntos atuais, mas há princípios específicos para todos eles. Se observarmos bem, a Palavra de Deus tem princípios sobre casamento, divórcio, alcoolismo, depressão, aborto, homossexualidade, violência, guerra, desastres naturais, vida familiar, responsabilidade dos empregadores e empregados, finanças, justiça social, direito dos animais, meio ambiente e tantos outros. Como dizia Billy Graham, a Bíblia é mais atual que o jornal que vai circular amanhã! Ela contém direção para todos os homens, em todas as épocas, de todos os lugares.

Temos hoje ministérios comprometidos com a Palavra e que produzem conteúdo seguro e de qualidade sobre cada um desses temas, seja por meio de livros, vídeos ou redes sociais. O desafio é identificá-los, diante de tantas opções. Penso que o segredo é fugir das modinhas e buscar os pregadores aceitos e respeitados pela comunidade cristã como um todo e, principalmente, pelo pastor local.

“Na realidade, a Bíblia não fala diretamente sobre os assuntos atuais, mas há princípios específicos para todos eles.”
Bruno Mendes

COMPUTADOR E BÍBLIA - temas atuais nos cultos

RC – Deus está no controle de tudo! Como você acredita que a Bíblia nos orienta a lidar com todas essas pautas, mesmo sem saber sobre elas? Precisamos sempre nos posicionar?
BRUNO – Acho fundamental o crente saber se posicionar. Pedro nos exorta da seguinte forma: “estejam sempre preparados para responder a qualquer que lhes pedir a razão da esperança que há em vocês”, (I Pedro 3:15). O estudo bíblico acompanhado de oração e meditação na Palavra, são práticas fundamentais na caminhada cristã, pois é nesse momento em que o crente se coloca nas mãos de Deus para ser moldado, tratado e receber direção específica para a caminhada.

Contudo, o mundo é dinâmico e a cada dia surgem novos desafios para o povo de Deus, alguns nunca experimentados na história da igreja. Nestes casos, cabe ao cristão se firmar na Palavra, confiar em Deus e não negociar seus princípios, ainda que não tenha um entendimento completo sobre o assunto.
Em qualquer caso, é fundamental evitar discussões infrutíferas que não tem o propósito de levar as pessoas a um encontro com Cristo, bem como não se esquecer que o amor e o respeito ao próximo devem ser a marca de tudo que o crente faz.

RC – Você acredita que o excesso ao acesso de informações equivocadas pode interferir no coração do cristão, abalando seus princípios e sua fé?
BRUNO – Sem dúvidas esse é um dos grandes perigos para a igreja de hoje. A internet nos trouxe o grande benefício de podermos assistir ao vivo sermões de pregadores abençoados acontecendo do outro lado do mundo. Mas trouxe também o fácil acesso a heresias e mensagens que, em outras épocas, nunca chegariam ao rebanho, retidas pelo filtro do pastor.

Por isso, mais do que nunca, precisamos nos voltar para a igreja local, deixando de lado o discurso da moda de que é possível viver a fé sem uma comunidade. Apenas na segurança do rebanho local e do pastor verdadeiramente comprometido, o crente cresce na fé de forma segura e saudável.

“Por isso, mais do que nunca, precisamos nos voltar para a igreja local, deixando de lado o discurso da moda de que é possível viver a fé sem uma comunidade.”
Bruno Mendes

mulher com celular e bíblia - temas atuais nos cultos

BRUNO MENDES
é Advogado especialista em Direito Tributário e pastor na Igreja Batista Lagoinha Mineirão