Alice Cooper dirige ministério cristão

“Sou o exemplo perfeito do filho pródigo”

Vincent Damon Furnier é mais conhecido por seu nome artístico: Alice Cooper. Cantor, compositor e ator, ele tornou-se uma celebridade nos anos 70 e é considerado um dos fundadores do estilo heavy metal. Suas letras obscenas, que falavam de rebeldia e do sobrenatural, aliadas a um visual assustador, lhe renderam fama e fortuna. Ao longo de sua carreira, ele lançou 26 álbuns de estúdio e vendeu mais de 50 milhões de cópias.

Contudo, o que poucos sabem é que hoje, Vicent coordena um ministério chamado “Solid Rock”, voltado para suprir as “necessidades físicas, sociais e espirituais de adolescentes”. Segundo seu site oficial a proposta é usar a música, o teatro e os esportes, além da fé, para tirar os jovens das ruas e afastá-los das drogas.

Ele entende bem do assunto. Durante muitos anos viveu no circuito musical e, como a maioria dos artistas, tendo problemas com o uso de álcool e drogas. Mesmo tendo sido criado em um lar cristão (filho e neto de evangelistas), na adolescência se afastou da igreja.

Trocou o grupo de louvor em que cantava pelos palcos onde derramava sangue falso e simulava a própria morte. Como forma de provocar, afirmava que estava possuído pelo espírito de uma bruxa chamada Alice Cooper.

De fato, existiu uma mulher com esse nome que foi acusada de feitiçaria na vila de Salem Massachusetts, no ano de 1692. Ela e mais 24 outras pessoas foram executadas publicamente no episódio conhecido como “Os julgamentos das bruxas de Salem”.

No início ele achou que encarnar essa espécie de “vilão” do rock no palco era pura diversão e não atingiria sua vida particular. “Eu não imaginava como isso poderia afetar a minha fé. A Bíblia está cheia de vilões”, lembra. Mas Vicent estava errado. Desde o primeiro sucesso, em 1971, o cantor foi se enfiando cada vez mais em problemas.

Em 1972 iniciou uma turnê mundial, onde exibia no palco cenas de tortura, uma guilhotina que cortava a cabeça de bonecos, cantava abraçado a uma jiboia e afirmava estar apenas “se divertindo”. Aos poucos foi percebendo que aquele caminho era de destruição. A maioria dos seus amigos morreu “tentando serem estrelas do rock”. A lista é grande: Jim Morrison, Jimi Hendrix, Janis Joplin e Keith Moon.

Depois de sua turnê de 1977, Cooper fez o primeiro tratamento para seu alcoolismo. Seis anos mais tarde, foi hospitalizado por causa de uma cirrose no fígado. Com medo de morrer, recorreu à oração. Foi então que afirma ter se convertido e recebido uma cura divina. “Deus tirou isso de mim. Foi um milagre absoluto. Em 30 anos eu nunca mais tive vontade de beber álcool novamente”, explica.

Nesta época ele estava separado de sua esposa, Sheryl Goddard, que é filha de um pastor batista. Eles reataram o casamento e passaram a frequentar juntos uma igreja em Phoenix.  Após meses indo aos cultos e dizendo odiar cada um deles, “tive que tomar uma decisão, pois eu estava convicto. O Senhor realmente me convenceu”, diz ele. O casal teve três filhos e estão juntos até hoje.

The Rock at 32 nd Street ocupa a maior parte do shopping strip na esquina sudeste de Thunderbird e 32 nd Street em Phoenix, Arizona. O centro é uma parceria entre Genesis Church e Solid Rock. Os dois compartilham o espaço com o The Rock Teen Centre de Alice Cooper, que o ocupando nos dias da semana. A Igreja usa o complexo aos domingos. A sua missão conjunta é servir plenamente a comunidade. Pat Stark, pastor principal da Gênesis, explica que o prédio também contém um centro comunitário que oferece um serviço completo de carreira com oficinas e tutoria após a escola de primeiro a sexto anos.

Solid Rock acredita que todas as crianças estão em risco e por causa dessa crença os Coopers tornaram a missão de sua vida mantê-los fora das ruas e orientá-los por meio de uma forma de terapia musical.

Dizendo ser o “exemplo perfeito do filho pródigo”, Vincent dá seu testemunho para os jovens que ajuda. Nos últimos anos tem se dedicado ao trabalho na Evangelical Covenant Church, na cidade de Phoenix, onde é membro. Declara que “nossos adolescentes enfrentam muitos desafios hoje, e as estatísticas para quem usa drogas, comete suicídio e enfrenta violência são surpreendentes. Minha esperança é que consiga causar um impacto em suas vidas que os leve para a eternidade”.

Neil Smith orgulha-se de dizer que ele era o baterista, escritor e co-roteirista da banda original Alice Cooper. “É tudo sobre as crianças”, disse ele. A mensagem de Smith para os jovens com os quais trabalha: “Se você gosta de esportes, ou você ama a música, fique com ela! Eu comecei aos nove anos de idade, joguei no ensino médio e acabei no Hall da Fama do Rock and Roll… Você nunca sabe”!

Mark Savale, diretor do centro para adolescentes, que parece jovem e quase se perde entre os adolescentes no centro, permanece calmo mesmo enquanto faz malabarismos com várias coisas ao mesmo tempo durante seu tempo ocupado. “Com as escolas cortando as artes, queremos ser uma saída para música e dança”. Ele se relaciona naturalmente com os jovens de 12 a 20 anos que atendem aos programas do centro, mas também pode ser severo e autoritário quando necessário. Seu entusiasmo pelo seu trabalho vem imediatamente. Quando ele diz: “Tenho o melhor trabalho no mundo – eu lido com a música diariamente”, ele é muito credível. Como Mark é músico, ele entende a mente musical daqueles que participam. “Nós só queremos fazer a diferença nas novas vidas dos adolescentes com música, dança e mentoria”, disse ele. Mark toca bateria na banda de rock Co-Op com Dash Cooper, (filho de Alice), que conhece desde a infância. (O pai de Savale é o co-fundador da Fundação Solid Rock).

O objetivo principal do Solid Rock é apoiar a população adolescente com um ambiente seguro e pós-escolar. Está aberto de segunda a sexta-feira, das 14h às 20h, a qualquer jovem que preenche um formulário de associação, obtenha a permissão de seus pais se for menor de 18 anos e concorda em seguir suas regras de conduta.

Todas as aulas de música (exceto a prática de banda) são individuais com um professor de música empregado pelo centro ou por um músico voluntário treinado. Os adolescentes aprendem guitarra, baixo, bateria, voz, canção escrita, band-coaching, teclados e piano.

O centro oferece também aulas iniciais e intermediárias em balé, jazz e hip-hop, aulas de arte e design de palco em dias selecionados. Recentemente, Sheryl presenteou as meninas com uma aula de dança avançada. Os adolescentes recebem uma refeição todos os dias e podem assistir a um filme na noite de cinema. Eles têm a oportunidade de se apresentar na noite do microfone aberto bimensal, onde familiares e amigos podem vir e assistir.

A maioria do financiamento para os programas gratuitos no Solid Rock vem do Christmas Pudding, realizado anualmente em dezembro, no Teatro Comerica do Downtown Phoenix. O outro grande evento no qual angariam doações para o centro é o Rock and Roll Golf Classic de Alice Cooper. Os shows mais bem sucedidos foram o show de 2012 com Johnny Depp e o concerto de 2013, estrelado por Kiss.

Posted in:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *